jusbrasil.com.br
17 de Outubro de 2021
    Adicione tópicos

    Tudo pronto para o início das obras da BR-319

    As obras de recuperação da BR-319 vão ser implementadas, iniciando simultaneamente pelo trecho Humaitá a Manaus e vice-versa. Na próxima segunda-feira, o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, cumpre uma extensa agenda no Amazonas para fazer a entrega da ordem de serviço ao Exercito Brasileiro, que a partir de agora vai ser o responsável pela obra, prevista para ser entregue até 2011. O encontro de Alfredo Nascimento com autoridades locais, entre os quais deputados e representantes do Exército Brasileiro para lançamento do reinício das obras em Manaus será no Careiro Castanho às 9h. Em Humaitá a solenidade de lançamento acontece às 13h30 pelo ministro. O deputado Sabá Reis (PR) disse que os gargalos administrativos, como impactos ambientais da obra, problemas com a empresa Gautama, que inicialmente ganhou o processo licitatório de um dos trechos de recuperação da rodovia e que foi acusada de desvio de dinheiro, têm deixado Alfredo Nascimento irritado e ao mesmo tempo preocupado com a demora. “Agora ele deu um novo direcionamento ao contratar o Exército Brasileiro para assumir obra”, disse o parlamentar, ressaltando ainda que, na próxima semana também uma outra empresa retomará a construção do Porto da cidade de Humaitá. Na opinião de Reis, o Exército, por meio de seu batalhão de engenharia, vai fazer uma obra a altura das necessidades do Estado, com enorme respeito ao dinheiro público. “O Alfredo poderia ter lançado um novo edital para contratar uma outra empresa, no entanto, igual à obra de Parintins, resolveu fazer um convênio com o Exército, não ficando preso à burocracia dos processos licitatórios das empresas”, comentou o deputado, lembrando que a obra dará novo ânimo as pessoas que dependem da rodovia para realizar negócios. Na avaliação do deputado Marcos Rotta (PMDB), a retomada das obras de recuperação da BR-319 é um sinalizador de que o Amazonas vai sair do isolamento em que se encontra, o único da federação que está nessa situação. Segundo o parlamentar, há uma súplica do povo amazonense e do empresariado do Pólo Industrial de Manaus (PIM) pela recuperação da rodovia. “Vencidos os problemas ambientais que envolveram inclusive o próprio governo federal, que liberou a verba, embora a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, a tenha embargado, agora vamos poder ver a reconstrução como algo concreto”, disse.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)