jusbrasil.com.br
16 de Novembro de 2018
    Adicione tópicos

    Cabo Maciel lamenta morte de tenente da PM em São Gabriel da Cachoeira

    Durante pronunciamento na manhã desta terça-feira (21), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Cabo Maciel (PR) lamentou a morte do Tenente da PM, Jefferson Silva, por um suspeito de roubo durante um interrogatório em São Gabriel da Cachoeira (a 852 km de Manaus) e apontou o caso como um reflexo do desaparelhamento da Polícia Militar e falta de estrutura no interior do Amazonas.

    Ao desejar os pêsames à família do tenente, Maciel lamentou a segurança pública no interior do Estado. “Municípios como Nhamundá (a 383 km de Manaus), Lábrea (a 702 km de Manaus), Canutama (a 619 km de Manaus), Novo Aripuanã (a 225 km de Manaus), Barreirinha (a 331 km de Manaus) e outros municípios menores, que não têm efetivo maior, estão abandonados. Não têm polícia e se não tiver concurso público, os que estão na ativa vão sendo cada vez mais sacrificados. Os homens não têm colete, não têm arma. Não tem efetivo para cobrir área, porque o município da Polícia Federal (PF) tem um efetivo muito pequeno nas fronteiras do nosso estado que é imenso. O interior do estado não tem combustível para abastecer viaturas e lanchas. É uma vergonha o Governo tratar a segurança pública desta forma, é vergonhoso o policial no interior estar combatendo com uma pistola PT40 narcotraficantes que usam metralhadora, por exemplo”, afirmou.

    Segundo Maciel, os policiais militares estão com sobrecarga física e psicológica. “Os policiais não têm estrutura psicológica para combater o crime no interior e ainda tem de lidar com viaturas sucateadas. Lábrea, por exemplo, vem há anos gritando por socorro, por estrutura e a gente não vê uma ação concreta, porque o Governo tira de onde não tem para colocar onde não tem: remove policiais de um lugar para outro, deixando famílias desamparadas, tira policiais de programas de prevenção ao crime como o Proerd para colocar nas ruas, tentando dar uma resposta para a sociedade que não tem efeito”, apontou.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)